26% dos pais de alunos de educação infantil pedem atendimento nas férias

Sem ter onde deixar os filhos, pais solicitam a Secretaria de Educação atendimento para as crianças durante o recesso escolar de julho. Pedido foi feito no último dia 22 de junho.

Neste mês de julho as escolas que integram a Rede Municipal de Educação de Rio Preto entram em recesso escolar do dia 3 ao dia 21 de julho, período conhecido como ‘férias escolares’. De acordo com Fabia Cristiane Nestor Costa, chefe de coordenadoria pedagogia da cidade, o período de recesso contempla aproximadamente 19.598 mil alunos do ensino fundamental. E aproximadamente 17.793 mil alunos da educação infantil.

A diretora lembra que o atendimento da educação infantil neste mês de julho permanece o mesmo para atender as famílias que não tem com quem deixar as crianças.

“Mesmo com o recesso escolar, iremos atender 1.492 crianças nas creches conveniadas e 3.148 nas unidades Municipais. Lembrando que os pais fizeram um pedido por escrito e apresentaram uma declaração de trabalho, confirmando que a criança precisa ser acolhida neste período para que os pais continuem trabalhando”, explicou ela.

Ao todo são 44 escolas em período integral conveniadas e algumas unidades escolares e EMEIs que estarão abertas para atendimento às crianças, cujos pais fizeram à solicitação.
Ainda de acordo com a Comunicação da Prefeitura, as creches que possuem Berçário I, Berçário II, Maternal I e Maternal II, que atendem 9.826 crianças de 0 a 3 anos, e possuem alunos matriculados em período integral, começam o recesso de 3 a 31 de julho. Lembrando que a data não se aplica aos pais que fizeram a solicitação de atendimento.

Já para unidades com crianças de 0 a 5 anos, que somam 7.967 crianças matriculadas no Berçário I, Berçário II, Maternal I e Maternal II, 1ª e 2ª Etapa (antigo Jardim I e Jardim II), o recesso começa em 6 de julho e se estendem até 21 de julho, para os alunos de período parcial. O EJA conta com 707 alunos e o projeto Paulo Freire com 182, totalizando 38.820 alunos.,

 

Por Jaqueline Barros

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS